Burnout em Estudantes Universitários

Os estudantes universitários experienciam cada vez mais altos níveis desadaptativos de ansiedade e doença mental no geral. Vários autores referem que a prevalência e a gravidade dos problemas de Saúde Mental são superiores entre estudantes, comparativamente com a população de jovens, emparelhados para o sexo e para a idade, mas já no mercado do trabalho. 

Um certo grau de ansiedade pode ser ajustado e adaptativo perante determinada situação que pode ser vista como um conjunto de sintomas físicos e psicológicos que surgem quando as pessoas percepcionam uma situação como desafiante. A ansiedade normativa impele para a ação e motiva a preparação para a mudança, podendo ser vista como uma resposta a situações de stress, enquanto que a ansiedade patológica interfere com o normativo funcionamento do indivíduo.

O Burnout é uma síndrome clínica causada pela exposição contínua do indivíduo a fatores de stress persistentes e, muitas vezes, silenciosos no contexto profissional e/ou académico, na qual os mecanismos de coping do mesmo se revelam ineficazes, podendo ter um forte impacto na vida do indivíduo – incapacitando-o de desempenhar as suas tarefas quotidianas.

De forma sucinta, o burnout caracteriza-se por altos níveis de exaustão emocional e despersonalização (isto é, distanciamento afetivo) e baixos níveis de realização profissional. 

Existem múltiplos fatores de risco para o desenvolvimento desta doença, entre os quais, a insatisfação com as estratégias de ensino,  a elevada sobrecarga de trabalho, horários desregulados com poucas horas de sono e descanso e a sensação de  falta de controlo e autonomia. 

Deixamos-te aqui alguns sinais associados ao Burnout aos quais podes estar atento: 

  1. Sentes uma pressão excessiva por parte dos teus professores ou da tua chefia?

  2. Tens dificuldade em fazer as tarefas que te são pedidas no dia a dia?

  3. Sentes que tens uma carga horária excessiva?

  4. Não tens vontade de estudar ou trabalhar?

  5. Sentes que te tens andado facilmente irritável?

  6. Tens-te isolado?

  7. Pensas frequentemente que estás a fracassar?

Lembra-te: a exposição prolongada a elevados níveis de Burnout pode conduzir a menor produtividade, aumento dos conflitos interpessoais, absentismo e baixas médicas. Igualmente, ao nível da saúde, associa-se a aumento de risco para diversas comorbilidades médicas e psiquiátricas, entre as quais, a perturbação da ansiedade, a perturbação depressiva, os distúrbios do sono e mesmo o suicídio.

Copyright © 2019 Pacifico. Developed by OvaTheme