Perturbação Bipolar

A Perturbação bipolar é caraterizada por uma oscilação entre sintomas depressivos e de mania. Devido a este caráter de diversos sintomas, é comum desvalorizar-se a fase depressiva por dar lugar a uma com mais energia vital (mania)… Um dos fatores que leva a procurar-se ajuda é o extremismo de ambas as fases e por estes ciclos se prolongarem no tempo.

Somente 27,1% das pessoas tem médico no 1 ano. O intervalo medio desde o início dos sintomas ate ao início do tratamento é de 6 anos, sendo o intervalo mais alto comparativamente a outras perturbações depressivas ou de ansiedade (Direção Geral de Saúde, 2014).

É uma perturbação com cerca de 200 mil casos em Portugal, sendo que o stress extremo, perturbações do sono, abuso de substâncias como drogas ou álcool podem desregular o humor da pessoa, levando a ter episódios desta perturbação. Cerca de 80-90% dos indivíduos com perturbação bipolar tem um familiar com essa doença ou com depressão. (Sociedade Portuguesa Psiquiatria e Saúde mental, 2018).

Sinais de alarme

Todas as pessoas experimentam variações de humor, no entanto, há pequenos sinais aos quais deve ter atenção, especialmente se forem atípicos, já que podem indiciar doença bipolar:

  1. Variações emocionais súbitas
  2. Variações repentinas de autoestima
  3. Longos períodos de energia desproporcional ou de ausência de energia
  4. Irritabilidade extrema
  5. Desinibição incaracterística
  6. Alterações no apetite e no sono (também excessivo ou inexistente)
  7. Delírios
  8. Discurso demasiado rápido, falando por cima das outras pessoas
  9. Perda de interesse pelas atividades do dia a dia
  10. Retração social ou desinibição completa
  11. Períodos de gasto excessivo de dinheiro como em compras, jogos, etc
  12. Comportamentos sexuais muito desinibidos, com alguma promiscuidade

Em algumas pessoas, estes sintomas são mais prováveis em certas alturas do ano, tornando-se mais fácil prever eventuais futuras crises.

Para lidar com crises, é fundamental o papel da medicação prescrita pelo psiquiatra ou médico de família. Naturalmente, o apoio psicológico individual e familiar é um complemento indispensável para o tratamento.

É possível que existam crises graves. Nesses casos, o tratamento hospitalar é o mais adequado, podendo implicar até tentativas de suicídio.

Tal como acontece noutras perturbações, a noção de doença mental na opinião pública é, em geral, muito confusa e pouco correta. Verifica-se uma tendência para atribuir às pessoas que tenham sofrido crises, um prognóstico negativo de incurabilidade, generalizando erradamente pelos casos de doentes mentais mais graves e crónicos.

O mais importante a reter é que os doentes mentais são pessoas como todas as outras. E que as doenças se tratam, como as outras! As pessoas deverão ser julgadas pelos seus méritos próprios, e não pela doença de que sofrem e pelo estigma a ela ligado.  INSTAGRAM – Se quiseres saber mais sobre sinais de alarme e estratégias consulta o nosso blogue.

Os preconceitos estigmatizantes são fruto da ignorância ou de descredito, como acontece ao  chamar alguém de bipolar por ter tido mudanças de opinião ou de sentimentos… Não é correto tal como ofender alguém com tom de pele branco a chamar de albino…

Na recuperação de uma perturbação, seja física ou mental, há desafios a enfrentar. Podemos contribuir para incluir, permitindo-lhes levar uma vida normal e um regresso à comunidade como membros produtivos, autoconfiantes e capazes de desenvolverem todo o seu potencial.

Estratégias:

  • Informar-se sobre a perturbação;
  • Procurar apoio psicológico e psiquiátrico;
  • Tentar registar mudanças de humor;
  • Ter um bom regime de sono, com horas adequadas;
  • Sendo prescrita, tomar a medicação diariamente e não tentar deixá-la, sem conselho medico nem de uma só vez (pode piorar os sintomas);
  • Ter apoio de outras pessoas diagnosticadas ou de grupos, como a ADEB – Associação de Apoio a Doentes Depressivos e Bipolares, com delegações em várias cidades, desenvolve resposta de apoio psicossocial consultáveis no site www.adeb.pt.

Copyright © 2019 Pacifico. Developed by OvaTheme